quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Mais uma da série...Alê no trânsito!!!


Então, eu que já que sou estressada fui descobrindo aos poucos que no trânsito louco de Sampa, fiquei mais!!!
O que mais me enlouquece de verdade são os motoboys do tipo “cachorro louco” que saem te cortando, esbarrando no seu retrovisor e principalmente buzinando sem parar...
Eu já falei para minhas amigas (que vão e voltam comigo) que minha vontade é de comprar aquelas buzinas que o pessoal usa no carnaval, e quando um motoqueiro passar no corredor, eu apertar...
Mas aí pensei bem, e achei melhor não arriscar! Vai que eu derrubo um deles da moto, mato de susto, sei lá! E como eles são tipo “Gremlins, quando você menos espera se multiplicam (tem horas que penso que brotam do chão) e são mais unidos que a torcida do Timão, já pensou apanhar dos motoboys????Rs
Mas o que eu ia falar mesmo são de dois episódios que aconteceu comigo a bordo do “negão”...
Um deles foi logo no começo da minha carreira de “motorista”...hahaha e o outro foi por falta conhecimento mesmo...hihihi

- Estou eu parada esperando minha cobaia amiga Camila chegar, quando escuto uma sirene e ao olhar eram os marronzinhos (DSV). O cara não foi nem um pouco educado, olhou pra mim, acenou a mão e falou assim: Sai fora! Se eu voltar te multo! Nossa, aí fiquei com “sangue no zóio” né? Marrentinha que sou, engoli cedo, liguei o carro e fui dar uma volta até Camila chegar.
Mal ela entrou no carro já percebeu que eu tava meio puta...reclamei dos caras pra ela e de repente tô eu lá, no meio de trânsito, parada quando olho no retrovisor e vejo que os mesmos caras estavam atrás de mim.
Olhei de novo e vi que o cara falava no celular...num me “guentei”, comecei a xingar, dizendo pra Camila que eles eram um bando de folgados, que me multar queriam, mas só porque são do trânsito podem até usar o celular enquanto dirigem...e que isso não ia ficar assim...
Fiz a Ca pegar meu celular e anotar o numero da placa do carro deles, enquanto eu dirigia, com a promessa que assim que chegasse no trabalho iria dedurá-los.
Até hoje, aliás, ela tem sempre 3 tipos de reação quando eu to “virada no Jiraya” no trânsito...ou ela não abre a boca, ou sorri pra mim (leia-se ri de mim) ou faz o que eu peço...kkkkkk e naquela situação fez o que pedi. Prontamente anotou a placa.
Ahhhhhhhh...minha vingança estava quase completa.
De repente, o transito deu uma andadinha, o carro do DSV mudou de faixa e passou bem do meu lado.
E foi aí que me dei conta de algo que até então nunca tinha me ligado.
Na verdade quem estava falando no celular era o passageiro, e não o motorista.
Mas, a anta que vos escreve olhou no retrovisor e como no espelho inverte os lados, achou que era o motorista...rsrsrsrs dããããã...O duro foi dizer pra Camila né? Nem preciso dizer que ela se matou de rir da minha cara, e claro, com razão!!!

- Num outro momento, descobri coisas que nem me passavam pela cabeça...rs
Todas as vezes que ia abastecer o negão, o frentista perguntava se eu queria verificar o óleo e a água, e claro, sempre concordava. Até porque não entendo dessas paradas de carro...
Eu sabia que estava mais ou menos na época de colocar óleo, mas sempre acontecia algum imprevisto e eu não passava no posto. Na verdade eu precisava apenas saber como estava o nível do óleo, pra saber se já era hora de trocar ou não.
E no findy pedi para Papis se ele podia passar no posto pra mim e verificar.
E ele na maior tranqüilidade disse que ele mesmo podia ver pra mim.
Na mesma hora respondi pra ele com toda segurança que me cabe (ou não...rs):
“E você tem vareta por acaso?”
Papis na hora ficou meio sem reação, e perguntou:
“Mas que de que vareta você tá falando Alê?” - “Ué, aquela que o frentista usa para medir o óleo, você tem por acaso? “ (respondi meio que tirando um sarro do papis)
Bem meus queridos, será que ainda preciso dizer que a vareta em “questã” é do próprio carro???Rs
Ele me alugou mais de uma semana com isso...qualquer coisa ele virava pra mim e perguntava:
Ô filha, vc tem vareta???

Pois é people...nada como a experiência, vivendo e aprendendo.
No meu caso, dirigindo e aprendendo!!!

13 comentários:

Camila disse...

Alê!!!! Adorei!!! Mais a melhor parte foi a que tenho 03 tipos de reação....bom ou eu fico quieta....ou faço tudo q vc pede....ou dou risada...com certeza a última é a q mais faço....é muito divertido andar com vc de carro....Esse dia foi muito engraçado, vc toda nervosa e eu que nem desesperada anotando a placa do carro...pra nada....Duas loiras juntas, só podia sair isso mesmo!!!! Uma coisa q sempre faço e fechar o vidro do carro todos os dias qdo passamos no túnel....o duro vai ser na época de verão....pq vamos morrer tostadas dentro do carro....kkkkkkk
Beijos.....

Luciane disse...

Puts, como você consegue ser tão atrapalhada. Morri de rir.

Bjs

Ma disse...

Ai ai Alê...
Só você mesmo, viu!!!

Dani Antunes disse...

Motoboy tipo Gremilins? kkkkkkkkkkkkkk
Tive que tomar ar pra continuar a ler depois dessa.

=P

Ale disse...

Teste...

disse...

Alê vc me mata de tanto rir amiga,vc olhar no retrovisor e achar que o motorista que estava falando no celular e fazer tua amiga anotar o número da placa e só depois de dar conta que estava enganda,foi otimo.Atualizei o blog.tenha um otimo findi.Bjus

Rô Castro disse...

Olá Alê
viu achei o seu blog?
Minha filha aí sampa como aqui no Rio eles são muito unidos por essa razão que parecem que se multiplicam rs rs.Como diz um amigo blogueiro adorei conhecer suas atmosferas!!

beijos no coração e bom feriado!!

Marilyn disse...

Alê, bem vinda!
Desculpa a demora, mas... o post que fiz foi exatamente sobre essa volta demorada. :)
O trânsito de SP é realmente punk, não há como não se estressar. Mas agora me diga, onde é fácil?!
Eu adoro dirigir, mas não foram raras as vezes em que perdi a dignidade xingando muuuito por conta dos péssimos motoristas que cruzam nossos caminhos. Grrr.
Beijo!

Escorpyanna disse...

Menina sei bem como é não saber nada de carros,mas vc pelo menos tem seu papis pra te ajudar,mesmo que te zoando..rs.Tenha uma semana deliciosa,
beijusssssss

disse...

Oiee amiga tô passando rapidinho para te convidar para festa nao meu blog,apareça por lá.Bjus

Gabi disse...

Sabe, alê, as vezes agradeço ter 25 anos e nenhum noção de como se liga um carro!!! Seria um desastre ambulante!!FATO...beijos

Dani disse...

hahahahaha
hahahahaha
Meu marido me chama de barraqueira no trãnsito.
Acho que somos meio gêmeas hein?
beijos Alê

Faxina

Marco disse...

Ó só...Ó só... Não tô dizendo... É a própria Mister Bean de saias! Já ri muito com essas suas histórias. A do celular no espelho me fez gargalhar por um minuto direto!
Só você, mesmo...
Carpe Diem.