segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Me digas com quem andas e eu te direi como ela dirige...


Aprendi a dirigir muito, mas muito antes de tirar a carta, e parei aos 20 anos quando um ex atropelou uma moça, ou melhor, ela atropelou o carro. Acontece que ele paralisou e não desceu do carro (ele alega que tinha mto transito...rs) e quem desceu fui eu pra socorrer. Resumindo, depois disso eu fiquei com trauma e até no banco do passageiro, minhas mãos suavam. E a carta e um carro foram ficando de lado. E só depois de véia resolvi entrar numa auto escola e sair de lá habilitada. Fiquei com a carta provisória um ano e quando troquei pela definitiva, não dava mais pra esperar: Ou eu comprava logo um carro ou teria que andar de busão e depender dos outros o resto da vida! Peguei o carro num sábado de sol, maravilhoso, mas foi Papis quem dirigiu até em casa. Eu estava tão radiante, que queria pegar logo o negão, dirigir sem rumo, sem destino...tipo me achando né???Rs Não nasci de 7 meses, mas, tudo é pra ontem quando quero algo! Não tive paciência de esperar o cochilo do Papis a tarde, e enquanto ele dormia peguei a chave, peguei a Mamis (meio contrariada) e resolvi sair com o carro. O destino? A casa da Sil né? (a minha comadre) Liguei o carro e na primeira tentativa de sair, morreu! E eu pensava: “não vou desistir, não posso”. E fui...meio a trancos e barrancos. Bem, a primeira gafe, ou o primeiro susto (como preferirem) foi numa curva...meuuuuu...eu quase enfiei o carro no poste. Mas se pensam que eu tremi na base, estão errados...imagina que eu ia dar o braço a torcer, eu queria provar pro Papis que eu conseguia! Cheguei na Sil, e me vi diante de um tormento: eu não sabia estacionar...kkkkkkkkkk portanto, parei o carro mega longe da casa dela, porque era a única vaga que eu consegui colocar o carro. Na volta, na hora de sair, a Sil lá me olhando foi que descobri que tinha problemas em dirigir perto de quem já dirigia...rs coisa de doido né?rs Deixei o carro morrer umas 3 vezes e quando sai, eu literalmente saí de um lado da calçada e fui pro outro. Coordenação motora quase zero! Na volta pra ajudar ainda peguei uma ladeira que hoje pra mim é uma pequena inclinação, mas na época era o Monte Everest. E nessa ladeira o bicho pegou...eu pedi tanto para nossasenhoradasladeiras pra me ajudar...era muito engraçado, eu engatava primeira e no meio dela o carro morria, aí eu puxava freio de mão, suava frio e quando tentava de novo, não rolava. Pra minha sorte, não tinha nenhum carro atrás, então eu deixava o carro descer, e começava tudo de novo. Juro, eu acho que fiz isso umas 3 vezes e finalmente eu subi...(aleluiaaaaaaaaa, aleluiaaaaaaaaaaaaa...) A essa altura a pobre da Mamis estava agarrada naquela alça do carro, o popular “PUTA QUI PARIU” e mal se mexia. Chegamos em casa (vivas...e ilesas...ahahahahhaa), estacionei “meia boca” e ainda tive a cara de pau de perguntar pra Mamis se ela tinha gostado....kkkkk Tadinha, respondeu um SIM tão baixinho e mesmo com o carro parado ela ainda segurava no PUTA QUI PARIU. Papis disse que quando acordou de seu cochilo vespertino e se deu conta que além de eu e Mamis não estarmos em casa, a chave do carro e documento também não estavam, sentou e rezou...(me zuando...rs) Pra fechar com chave de ouro o findy, no domingo ainda insisti que deveria ir pra Igreja de carro, e fui! A Igreja é muito perto de casa, então de carro dá 10 min no máximo e foi por esse motivo que achei que tudo ia dar certo...rs E to lá dirigindo, Mamis fiel escudeira ao lado, quando ao invés de fazer um caminho, resolvi fazer outro e me ferrei!!! No caminho que escolhi, vc passa por uma rotatória e obrigatoriamente tem que parar para ver se vem carro, e foi o que fiz. Quando parei, não tinha um carro sequer atrás de mim, mas a “Lei do Smurf” sempre me persegue. Não deu outra, fui sair com o carro mas me desesperei com a quantidade de veículos atrás de mim, e deixei pela enésima vez o negão morrer. No começo, toda e qualquer inclinação, era ladeira...então isso me deixava sempre em pânico. E na rotatória que eu estava, nem inclinação era...acontece que fiquei parada entre uma pequena vala, então de qualquer jeito ao engatar a primeira o carro ia dar uma voltadinha pra trás... E quem disse que eu conseguia gente? Olhei no espelho e a hora que vi, era praticamente um engarrafamento...tinha muito carro (nunca vi aquilo antes naquele lugar) e todos eles metendo a mão na buzina, devem claro ter me xingado mas nem ouvi. Disse pra Mamis que não ia conseguir, e comecei a chorar...nisso ela apavorada porque não podia ajudar, desceu e falou pro cara de trás que eu não tava conseguindo. Gente, ainda tem pessoas de bom coração nesse mundo. O cara na maior paciência tentou me acalmar e ainda dizia assim: “Engata a primeira, vai soltando o pé da embreagem e acelerando, não se preocupa, é meu carro que está atrás do seu”. Só que e não teve jeito...eu desci do carro e o cara que eu nunca tinha visto antes tirou meu carro de lá e estacionou pra mim mais a frente. Detalhe: deixou a mulher e o filho no carro, e atrás do carro dele, uma fila enorme buzinando...rs Depois desse fatídico dia, Papis até tentou sair comigo, mas sinceramente ele não tem a menor paciência pra ensinar, e todas as vezes era a mesma coisa, eu ia pro banco do passageiro e voltava dirigindo. Aprendi na raça mesmo...isso tudo foi em meados de maio/junho do ano passado...já tem 8 meses que dirijo todos os dias no transito de Sampa, e quem me viu, diz que nem de longe é a mesma pessoa. Mas claro, que tenho outras aventuras no volante...volto depois... Bom domingo e boa semana pra vocês... Beijos,

13 comentários:

Dani disse...

Oi Alê!!!
tudo bem amiga?
Eu amo dirigir..
Mas,tenho trauma de chuva..evito..mas enfrento...
beijãooo

Faxina

Ma disse...

Uai? Como conseguiu resolveros coments??
#eurilitros , como diria a Lu...
Mana, tava com saudades dassuas aventuras...

Andreza disse...

Amiga...se eu tinha algum problema para tentar entrar na auto escola e aprender a dirigir...pode crer isso acabou irei sempre lembrar de vc e conseguirei com fé na Alê kkkk

Dani Antunes disse...

doida...rss
Eu faria piada, mas nem me atrevo! Daqui a pouco sou eu fazendo as loucuras no trânsito... =P

Julis disse...

Nem queira me ver dirigindo srsrsrsrsrs

Sandra ^.^ disse...

KKKKK...rsrs até parece eu quando comecei a dirigir...rs parece que o carro tira o sarro na nossa cara né?
Adorei, continue contando suas aventuras!
js minha amiga ^.^

Engraçadinha disse...

Voltoooou os comentários!

Marcia disse...

Oi Alê!

Eu tenho um problema parecido com o seu. Também tirei carta com 18 anos, mas spo fui dirigir mesmo muito tempo depois e até hoje digamos que eu seja meio braço duro, hahahaha!

Mas não desisto. Sempre que posso, me uno aos meus companheiros domingueiros e vou para as ruas :)

Obrigada pela visita ao Namastê!

Kall disse...

Flor tu quer acabar comigo né..to com 29 e ainda nao tomei vergonha de tirar carta..medo,preguiça sei la mais o que rsrs
Ai venho e leio isso so aumenta minha aflição rsrs
Gostei da mamys sempre ao seu lado
E adorei ler dessa alma caridosa que te ajudou...o mundo ainda tem solução rs
Bjosss querida tenha uma ótima semana.

disse...

Fala sério sócia, tu tem sorte de no meio desse vai e vem nao ter encontrado um SURTADO !!!!! hahaha
Tu tá pior que eu... o meu pobrema (rs) é ladeira, PUTZZZ me borro..rsrs
mas sei dirigir sim, sou é ACOMODADA, sem vergonha MESMO!!
Quando a mamae partiu, a Mo tinha tomado todas junto com remédios, tava Zuretaça....ai mandei ela parar, o que atendeu prontamente e eu lá toda !detonada pelo ocorrido" indo dirigir até o cemitério... ALi vi que tinha sim condições de voltar a dirigir....
Mas la veio a ladeira e puf..mas sai bem, estacionei etc...
Portanto, nas HORAS mais dificeis é que pego o carro, sempre acontece assim...!!! Tem que ir praticando é como sexo..rsrsrsrs
Amiga ai do lado tru nao disse nada a respeito, e sei q tu gosta mutcho..rsrsrs
Beijos lindeza, e fico feliz de te ver de vortaaaaa !!!!!!!!!

Luma disse...

Ale!! Voltou e nem me disse! Achei que estava só no twitter! Como está indo de blogspot? Aos trancos e barrancos também? :D nada como ter persistência! Gostei do seu exemplo de superação! Sabe que muita gente tem medo de dirigir, existem psicologos para tratar do problema com hipnose e algumas auto escolas estão equipadas para isso. Beijus,

disse...

Ops!!! Voaltou os coments que baoam amiga.lendo teu post eu lembrei da epoca que tirei carteira foi tanto mico que paguei,é assim mesmo vivendo e aparendendo né.Atualizei o blog estamos em festa apareça.Bjus

Marco disse...

Alê,
é assim mesmo. Motorista novo sempre faz umas besteirinhas. Eu fiz, todo mundo fez. Embora você tenha exagerado um pouco na sua cota de "besteirinhas". Coitada da sua mãe... E coitado do seu pai, que fica em casa, rezando para tudo dar certo.
Carpe Diem.